Conteúdo

A Annetta

De boas escolhas a um propósito cristalino: uma forma inovadora de se pensar em empreender.

Postado: 19, , Novembro 2021

No último artigo, trouxe para vocês alguns pontos que me fizeram refletir sobre o acaso da coincidência, o poder de nossas escolhas e como deveríamos assumir esse poder.

Se ainda não viu o artigo passado, corre lá pra ver!

Depois que eu o escrevi, fiquei muito pensativa em relação a todas as escolhas que meu pai fez para que finalmente a Annetta Corantes e Tintas Especiais fosse fundada lá nos anos 2000 e, principalmente, para que o propósito da empresa fosse, simplesmente, criar química, colorida, protetiva e segura.

Sabem... esse propósito na verdade não é nada simples e é muito forte! 

Vejam bem. Obviamente fazemos química...

Dada a história do nosso fundador, toda sua experiência e vivência no ramo de tintas e revestimentos, mais especificamente, é claro que optarem por fazer química. Entretanto, quando penso em que tipo de química fazemos e em qual  nosso diferencial frente a tantas outras empresas do mesmo setor, entendi.

Não basta simplesmente fazer o que se sabe, mesmo que o faça com excelência. Para que você ou um negócio se destaque é preciso algo a mais. É preciso inovar! Para que isso aconteça, é preciso ter propriedade, claro, mas principalmente ter a capacidade de uma nova ação em relação ao que se tem propriedade. 

Definitivamente, Miguel Annetta e consequentemente a Annetta se destacam, pois, além de detentores do conhecimento, conseguem entender diversas oportunidades de mercado com uma visão diferenciada e para criar soluções que são inovadoras. Sinceramente, não é por que sou fã de carteirinha não... mas, não vejo problemas em tintas e revestimentos que esse time** não possa desvendar.

Então, absolutamente, nós não somente fazemos química, nós criamos química, como ninguém!

nota: time**

Concordam comigo que tudo é perene?!

Outro fator importantíssimo e muito correlato às novas ações aos gargalos de mercado desencadeada pelo Miguel e que fizeram com que a Annetta, em si destaca-se, é o fato de que ele conseguiu duplicar o seu conhecimento e sua visão e, ainda, de que muitas outras pessoas foram colaborativas neste processo, mas vou deixar esse para uma próxima conversa. ????

Voltando ao propósito, nós criamos química, colorida, protetiva e segura. Colorida em um negócio cujo carro chefe é corante e tintas especiais, pode parecer um pouco óbvio, mas não é!

Vou lhe mostrar o porquê, pense... se eu te perguntasse agora qual é a sua cor preferida, você saberia responder imediatamente? Possivelmente, sim, já que as cores, mesmo de maneira subliminar, causam muitas influências na vida das pessoas... inclusive, existe uma ciência que estuda as cores

Ela é denominada colorimetria e desenvolve métodos de quantificação da cor e também estuda o tom, a saturação e sua intensidade. Além desse tipo de estudo, que é quantitativo e o qual a Annetta é especialista, existe também um outro, que os especialistas chamam de psicologia das cores, que estuda qual é o impacto que cada cor causa no cérebro humano.

De acordo com o conceito, cada uma possui um significado, por isso causam diferentes emoções entre as pessoas...

Portanto, a comunicação pode ser influenciada de forma direta a partir das possíveis interpretações de cada uma das cores. No marketing, por exemplo, transmitir a emoção pode ser decisivo no momento de fazer com que o cliente se sinta estimulado a comprar algum item.

Enfim, fazer química colorida não é tão simples. Aguçar os olhos através das cores e dar cor à vida, não é fácil. Dar cor é uma arte e nós sabemos como.

Agora, não adianta nada uma tinta, revestimento ou corante ter único e exclusivo papel colorir ou decorar.

É preciso que ele tenha uma função que vá além e isso é uma coisa que talvez muita gente não saiba. Não adianta pintar uma parede e em uma primeira passada de bucha ou sol ou chuva a cor saia. Não adianta revestir um piso que não tenha dureza suficiente e ele risque todo. Não adianta revestir um tanque e ele corroer. Como também não adianta utilizar um anticorrosivo e não levar em consideração o que será armazenado neste tanque ou a saúde do usuário.

Já pensou ter resquícios de cromo-6 (um agente super nocivo à saúde) em um tanque de água? No fim... não adianta decorar, colorir, se não proteger!  

E disso nós nos orgulhamos.

Na Annetta prezamos pela qualidade, acima de tudo, e ofertamos soluções (provindas de uma nova ação sobre as demandas de mercado) de proteção para qualquer ambiente e resistência necessária, seja ela química, à intempéries ou à microrganismos, por meio de produtos inovadores e com alta tecnologia agregada. 

No exemplo do tanque revestido com anticorrosivo à base de cromo não adianta nada proteger a superfície e não proteger o usuário!! Entramos no último detalhe (#sqn) do nosso propósito: nós criamos química, colorida, protetiva e segura (eu diria, acima de tudo, segura).

Você sabia que tintas, a depender da procedência, podem conter alguns agentes nocivos?

Elas podem conter chumbo em sua composição, por exemplo, e isso, definitivamente, não é legal.

Sabem... nosso fundador, Miguel Eugênio Annetta, após seu período na Sumaré Tintas, hoje uma das divisões da americana Sherwin Willians, acabou adoecendo com uma condição extremamente rara em homens, o câncer de mama.

Durante sua carreira, ele ficou exposto continuamente a solventes, aditivos e pigmentos inorgânicos, os quais continham em sua composição compostos como o Cobalto, Chumbo, Cádmio e outros que, hoje, são sabidamente carcinogênicos.

Muitos desses compostos ainda são utilizados no ramo das tintas, principalmente industriais, e por isso nós sempre aconselhamos, é importante ficar de olho!

Hoje, ele passa bem e trabalha mais que todos por aqui, atuando como nosso presidente. Possui uma energia incrível (e uma baita exigência à qualidade) para seus 85 anos de idade ????.

E, assim, a Annetta não possui em suas formulações metais pesados ou outras substâncias cancerígenas e, claro, prezamos pela saúde de todos os usuários e pelo meio ambiente.

Notaram? Como as escolhas de alguém, como a de meu pai, devido a uma experiência pessoal, cria toda uma marca para evitar que outras pessoas passem pelo que ele passou.

Esse foi o gatilho. Uma escolha. Escolha que levou ao surgimento de um propósito que vai além dele, gerindo assim o dia-a-dia de todos os nossos colaboradores.  

Assim, de novo, eu repito... não basta simplesmente fazer o que se sabe, mesmo que o faça com excelência. Para que um negócio se destaque é preciso algo a mais. É preciso inovar. É preciso fazer boas escolhas. É preciso ter um propósito claro, cristalino!

a gente guarda estatísticas de visitas para melhorar sua experiência de navegação, saiba mais em nossa política de privacidade.

Entendi!